terça-feira, 20 de setembro de 2011

Despedida dos Prazeres


Um olhar
E a luz me deixará,
Um toque só
E minha pele se reduz à pó,
Uma inspiração
E meu ar vai me envenenando
Até meu coração.

O que há de errado em meu ser?
Se lhe encontrasse,
O que poderia lhe dizer?
Meu Sol se apaga lentamente
Pra repousar em minha alma eternamente.

Nunca mais beijar-te a boca,
Esta que foi calada para sempre.
Nunca mais tocar-te o corpo,
Nem te sentir tocar-me o ventre.

Silênciosa,
Intensa
E eterna
É a despedida que nos vela.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Letras: "What you Want"- Evanescence

video
Do what you what you want,
if you have a dream for better
Do what you what you want
till you don't want it anymore
(remember who you really are)

Do what you what you want,
your world's closing in on you now
(it isn't over)
Stand and face the unknown
(got to remember who you really are)
Every heart in my hands like a pale reflection

Hello, hello remember me?
I'm everything you can't control
Somewhere beyond the pain
there must be a way to believe we can break through

Do what you what you want,
you don't have to lay your life down
(it isn't over)
Do what you what you want
till you find what you're looking for
(got to remember who you really are)
But every hour slipping by
screams that I have failed you

Hello, hello remember me?
I'm everything you can't control
Somewhere beyond the pain there must be a way to believe
Hello, hello remember me?
I'm everything you can't control
Somewhere beyond the pain there must be a way to believe

There's still time
close your eyes
only love will guide you home
Tear down the walls and free your soul
Till we crash we're forever spiraling
down, down, down, down

Hello, hello, its only me
infecting everything you love
Somewhere beyond the pain there must be a way to believe

Hello, hello remember me?
I'm everything you can't control
Somewhere beyond the pain there must be a way to learn forgiveness
Hello, hello remember me?
I'm everything you can't control
Somewhere beyond the pain there must be a way to believe
we can break through

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Meu Obscuro País das Maravilhas.


Um lindo mundo subterrâneo,
Nada de inferno e nem céu,
Quem não crê em seu encanto
Se purificará ao atravessar o véu.

Suas cascatas cor violeta brilham,
Grandes rubys deslizam acima de nós
Como nuvens que sangram,
Nem as árvores parecem nos deixar à sós.

A eterna luz que nos rodeia,
Penetrante e sepulcral,
Fazendo gelar o sangue na veia,
Provocando temor em quem vem plantar o mal.

Esse lugar por si só já é um sonho,
Então, largue os seus no chão,
Porque se caír no próprio sono
Essa terra se torna ilusão.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O Canto Da Sereia


Os segredos trançam seus cabelos,
Nunca nega seus traços perfeios,
Anjos guiam seus sonhos,
Mas não te livram dos pesadelos.

O Sol acorda em seu calor
E mostra os restos do que sua fome deixou.
Atraída pela música e pela luz
Com sua linda voz que seduz.

Vivendo no azul mortal dos mares
Hipnotizam com seus olhares,
Enquanto a presa tenta fugir à toa
Das profundezas esmagadoras.

Suas lágrimas são raras,
Apenas longe das águas são derramadas.
Não conhecem amor nem compaixão,
Apenas os desejos ocultos da escuridão.